apresentação


testo de bom dia


" Não quero ser na tua vida o início do fim, nem o fim de um começo, mas o início de um começo sem fim."

Bem Vindos

Bem Vindos ao Cantinho Poético

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

0

Conta para Mim...


Conta para Mim... 

 Conta para mim… 
 De onde te conheço… 
 Por que esta sensação, 
 Que habita em meu coração,
 Conta para mim… 
 Conta que não te encontrei, 
 Porque aqui sempre estivestes 
 mesmo eu sabendo que nunca antes nos vimos.. 
 Conta para mim… 
 Porque te enxergo em meus sonhos de ontem, de hoje, do futuro… 
 Conta para mim, de que qual lugar seguro, chegastes, 
 Para embarcar no meu futuro! 
 Conta para mim, porque tu calas… 
 Conta para mim… 
 Desde quando estás no meu coração, 
 Invadindo minha emoção… 
 Conta para mim… 
 Pois assim te vejo, 
como a um livro, as páginas folhear… 
 E em cada uma delas, 
 Encontro meu nome e tu a me chamar… 
 Meu nome está lá, nas folhas amarelas. 
 Pelos tempos idos… 
 Abro as páginas ouço o teu grito, 
Chamas meu nome que em cada uma, lá está escrito… 
 Conta para mim… 
 Deste amor tão louco, 
 Que me inflama a alma, 
 Enquanto, inerte está meu corpo, 
 Aguardando tua chegada, 
 Para que enfim, por ti eu seja amada! 
 Conta para mim,
 que sempre vais me amar…

Autor Desconhecido

terça-feira, 7 de outubro de 2014

0

Um amor inesquecível



Um amor inesquecível

 Ainda que duas pessoas que se ama se afastem. 
Ainda que o relacionamento seja rompido. 
Ainda que cada uma sofra e siga seu próprio caminho.
 Ainda que guardem mágoas. 
Ainda que sejam orgulhosas.
 Ainda que sintam medo, 
ou que tenham saudade. 
Ainda que sintam tristeza. 
Ainda que estejam confusas.
 Ainda que necessitem de perdão. 
Ainda que necessitem perdoar. 
Ainda que estejam solitárias. 
Ainda que esperem uma atitude. 
Ainda que desejem um recomeço. 
Ainda que não voltem a se unir. 
 O amor que brotou no coração de cada uma 
permanecerá à espera de uma oportunidade 
para fazer das suas vidas 
uma só história.

Autor Desconhecido
0

Tempo de desencontro



Tempo de desencontro 

 Te encontrei no tempo errado… 
Te busquei o tempo todo. 
 Te descobri no tempo certo! 
Te quero no tempo… agora. 
 Te perco por entre o tempo. 
 Te necessito o tempo inteiro, 
Me desespero 
Porque o tempo foi, 
A gente se perdeu, 
Não se encontrou… 
 E o tempo, 
O maior culpado de tudo 
Nos tirou do caminho 
E nos fez caminhar 
Vidas distantes, 
 Na contra mão da vida… 
 E o tempo? 
Continua. 
Alheio a tudo isso…

Autor Desconhecido
0

Linda declaração de Amor



Linda declaração de Amor

 Eu te amo do amanhecer ao anoitecer 
e mesmo quando durmo, ainda te amo. 
 Eu te amo nas três dimensões, 
nas quatro luas, nos quatro elementos, nas quatro estações, 
nos quatro pontos cardeais. 
 Eu te amo nos cinco sentidos, 
nas sete cores do arco-íris, nas sete notas musicais, 
nos doze signos do zodíaco, 
em tudo o que existe eu te amo cada vez mais. 
 Eu te amo na procela e na calmaria, 
em todos os josés e marias, nos infantes, 
nos anciãos, nos amigos, inimigos ou irmãos… 
Eu te amo em toda a criação. 
 Eu te amo no caos aparente ou na mais perfeita estrutura… 
Eu te amo como o próprio criador ama a sua criatura. 
 Eu te amo no vento que vem do norte, 
na linha do horizonte, 
na pequena fonte, nas nuvens grávidas de chuva… 
Eu te amo nos meus dias nefastos e nos meus dias de sorte. 
 Eu te amo na árvore frondosa, na montanha majestosa, 
na pedra preciosa, nas miríades de estrelas do universo… 
Eu te amo no pequeno átomo, 
na imponderável constelação, 
eu te amo para além de qualquer humana compreensão. 
 Eu te amo pelo pouco que sei de ti, 
pelo muito que ignoro 
e por aquilo que somente posso pressentir. 
 Eu te amo na plenitude da lida, no ocaso da vida… 
E, depois que eu me for, 
nas lembranças que porventura eu deixar, 
hás de encontrar perfumados 
e palpitantes restos do que foi 
o meu amor!

sábado, 4 de outubro de 2014

0

Alguém Invisível



Alguém Invisível 

 Eu sou apenas alguém ou até mesmo ninguém 
talvez alguém invisível 
que a admira a distância
sem a menor esperança 
de um dia tornar-me visível e você?
 você é o motivo do meu amanhecer 
é a minha angústia 
ao anoitecer 
você é o brinquedo caro 
e eu a criança pobre 
o menino solitário que quer ter 
o que não pode dono de um amor sublime 
mas culpado por querê-la 
como quem a olha na vitrine 
mas jamais poderá tê-la 
eu sei de todas as suas tristezas e alegrias 
mas você nada sabes nem da minha fraqueza 
nem da minha covardia 
nem sequer que eu existo 
é como um filme banal 
entre o figurante e a atriz principal 
meu papel era irrelevante 
para contracenar no final.

Autor Desconhecido
0

Tua Presença



Tua Presença 

Por que teria que anoitecer e eu adormecer? 
Simplesmente passaríamos de amanhecer em amanhecer 
Assim eu não teria que esperar 
Outro dia pra poder te encontrar 
 O tempo brincou todo o tempo com a gente 
Não consigo tirar isso da minha mente 
Em tempos diferentes chegamos a este mundo
 Não poderia eu entrar em sono profundo? 
 Esperaria por você todo este tempo 
Se soubesse que viria logo com o vento 
Assim estaria eu no seu caminho 
Para poder te dar muito carinho 
 Choraria anos por você esperando 
Estaria contando cada minuto aguardando 
Para saber se seu olhar era como eu tinha sonhado 
E se sua boca era como a que no sonho eu tinha beijado 
 Necessito da tua presença desde antes de você nascer 
Necessito do teu olhar mesmo antes de você me ver 
Seus lábios quando tocam os meus, você não percebe 
Mas perco o chão como alguém que padece 
 Sua presença me faz bem e sinto falta dela 
É o ar que eu respiro e que me faz sobreviver 
Sua presença é algo que nunca senti 
É por esse sentimento e por você que eu sempre vou viver. 

Autor Desconhecido
0

Não se vá



Não se vá 


 Não se vá, sem antes esgotar todo amor 
 e todo afeto que tens no peito, 
 Sem antes ter me confessado 
teus mais profundos segredos, 
 Sem antes ter visto o nascer do sol 
 sentado numa praia deserta, 
 Sem ter dançado um bom tango, 
 mesmo que não saibas dançar... 
 Sem ter dado um beijo na minha boca, 
 boca que tanto namoras... 
 Sem antes ter chorado todas as suas mágoas, 
 deixando meu ombro molhado de tuas lágrimas, 
 Sem ter escrito um poema para mim 
 confessando que marquei tua vida, 
Mesmo que o amor que sentias não mais exista... 
 Escreva como se eu fosse o único em tua vida 
 Mas não se vá agora... 
 Sem ao menos ter feito uma loucura comigo, 
 Sem ao menos roubar uma rosa para mim, 
 Sem ter realizado sua mais louca fantasia, 
 Sem ter gritado ao vento somente pelo prazer de gritar... 
 Sem antes ter vivido todas emoções que agitam teu peito, 
Sem que eu diga tudo que tenho para te dizer, 
 Porque não sabemos se teremos uma nova oportunidade, 
 Não sabemos o quanto ainda nos resta de vida... 
 Não quero morrer, 
deixando para trás uma gota sequer de arrependimento 
 por não ter realizado contigo 
minhas maiores loucuras. 
 Somente deixarei você ir 
se disser que realmente é isso o que deseja,
 Pois assim eu estarei bem 
e saberei que você também estará. 
 Somente então permitirei que digas adeus!

Eduardo Baqueiro
0

E o sonho acabou



E o sonho acabou 

 Não sei se vou conseguir passar para o papel 
 O que estou sentindo neste momento.
 Sinto raiva de mim mesmo! 
 Raiva por ter o atrevimento de sonhar com você, 
 Por ter alimentado uma esperança 
 que sabia, no fundo, ser em vão... 
 Estranho é que nos achamos experientes, 
 Que somos donos da verdade, 
 Perfeitos... 
 E, que tudo corre como desejamos... 
 Não é assim, nunca foi... 
 Somos engrenagens de uma máquina imperfeita, 
 Somos frutos de nossas ânsias e loucuras 
 E esquecemos que, aquilo que damos, 
 sempre será aquilo que receberemos... 
 Esquecemos que plantamos 
 E a hora da colheita chega... 
 Mas eu vou chorar 
 Eu quero chorar... 
 É preciso... 
 Quem sabe amanhã estas lágrimas me ensinem... 
Me ensinem as lições que preciso aprender? 
 De qualquer forma saio perdendo... 
 O coração lamentando tua perda, 
 A vida me cobrando o retorno ao caminho 
 E esta vontade de não estar aqui... 
 Não estar em lugar nenhum! 
 Palavras não serão suficientes 
 para expressar meus sentimentos. 
Hoje sou louça quebrada... 
 Meus cacos estão perdidos... 
 Muitos ficaram em você... 
 Não há como tê-los de volta. 
 Não partirei, mas não estarei dentro de você... 
 Estarei perdido, fingindo ser o que não sou, 
 me enganando mais uma vez... 
 Tentando achar um novo caminho...

Eduardo Baqueiro
0

Eternidade!



Eternidade! 

 Caminhei por lugares desconhecidos, 
Em um tempo já esquecido 
Fragmentos de minhas lembranças 
Em muitas vidas, 
sempre tua presença! 
 É um amor que ainda não amadureceu, 
Que teima em me perseguir, 
Sempre me cobrando 
As emoções que não se realizaram. 
 Finjo que nada sei, 
Finjo que posso seguir 
sem tua presença 
No turbilhão desta vida tão agitada, 
Finjindo não saber o que sei. 
 Enganando meu coração 
Que, de triste, finge acreditar 
Mas que sangra 
Das feridas que não cicatrizaram.

Eduardo Baqueiro
0

Te amo Te amo...




Te amo Te amo... 

Sem porquê 
 Sem razão 
 Sem lamento 
 Sem hora 
 Sem lugar 
 Sem limites 
 Te amo... 

 Pelo ser 
 Pelo gostar 
 Pelo estar 
 Pelo simples 
 Pelo apenas 
 Te amo... 

 Quando acordo 
 Quando como 
 Quando só 
 Quando deito 
 Quando sonho 
 Te amo... 

 Por mim 
 Por você 
 Por nós 
 Por sorrir 
 Por bem 
 Por desejar 
 Te amo... 

 Sem motivos 
 Sem sentidos 
 Sem razão 
 Sem lógica 
 Sem imposição 
 Te amo... 

 Por querer 
 Por sentir 
 Por sorrir 
 Por viver 
 Por mim 
 Por você 
 Por nós

Eduardo Baqueiro